Irati e Região / Notícias

19/09/19 - 22h13 - atualizada em 19/09/19 às 22h53

Vendaval e granizo afetam mais de 2.700 pessoas na região

Municípios de Fernandes Pinheiro, Irati e Teixeira Soares tiveram danos em prédios públicos, residências e empresas

Rodrigo Zub, com fotos Corpo de Bombeiros, Rádio Najuá e WhatsApp/Divulgação


Conforme boletim atualizado da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil no fim da tarde de quinta-feira, 19, 2.771 pessoas foram afetadas pelas chuvas registradas na quarta-feira, 18, nos municípios da região Centro-Sul. Os dados se referem a soma dos municípios de Fernandes Pinheiro, Irati e Teixeira Soares. Em todo o Estado, foram 24 cidades atingidas e 18.088 moradores que sofreram as consequências do granizo ou vendaval.

Clique aqui e confira os dados atualizados da Defesa Civil Estadual

Em Fernandes Pinheiro, o número de munícipes afetados é de 351 com 100 pessoas desalojadas. Conforme a Defesa Civil, 240 casas foram destelhadas. Além disso, houve danos em dois barracões industriais e alguns prédios públicos como a secretaria de Saúde, prefeitura, ginásio Marcos Antonio Loss, Escola Floresval Ferreira e Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tia Aurora. Um homem ficou ferido após ser atingido por um galho de árvore. 

Em Teixeira Soares, os dados apontam que 400 moradores sofreram danos e 100 pessoas ficaram desalojadas. Segundo o Subtenente Garcia, do Corpo de Bombeiros, foram registrados destelhamentos numa escola, dois postos de saúde e aproximadamente 270 casas.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

Já em Irati, de acordo com a Defesa Civil Estadual, 2.020 pessoas foram afetadas pelo granizo. Dessas, 20 pessoas ficaram desalojadas e três ainda permanecem nessa condição. No total, 68 residências sofreram algum tipo de dano. Dois postos de saúde tiveram o atendimento suspenso nesta quinta-feira, 19, para que que fossem providenciados reparos nos telhados.

Segundo informações atualizadas do Corpo de Bombeiros cerca de 200 edificações entre casas, prédios públicos e empresas sofreram destelhamentos em Irati. Uma parede de uma construção desabou sobre a lateral de uma residência no bairro Floresta. O local foi vistoriado e interditado pelas equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros.

Conforme o Subtenente Garcia, vários proprietários de estabelecimentos que sofreram danos não solicitaram atendimento da corporação. Por isso, é difícil estimar o número exato de locais que sofreram danos. Os bairros mais afetados foram Canisianas, Nhapindazal, Vila Nova, Alto da Lagoa, Rio Bonito, Vila Matilde e região central da cidade. Somente um atendimento foi realizado no interior do município na Serra dos Nogueiras com quedas de árvores na estrada. A situação já foi resolvida, segundo os bombeiros. 

PUBLICIDADE

Prédios públicos como a Santa Casa, Hemepar, secretarias de Saúde e Educação, e a Feira do Produtor Iratiense também tiveram danos nos telhados, assim como o ginásio Agostinho Zarpellon Junior (Batatão) e o estádio Coronel Emílio Gomes. Apenas danos materiais foram registrados. Nenhuma pessoa ficou ferida. 

O prefeito Jorge Derbli mobilizou os funcionários do município para recolher objetos que caíram com as chuvas e disponibilizou máquinas e equipamentos com operadores e motoristas para desobstruir galerias pluviais. “Estamos tomando todas as providências, limpando a cidade, desobstruindo bueiros, que tem muitos entupidos, que tem muito lixo, mas tudo está caminhando para resolver a situação. Providenciamos mais locais para atender as pessoas, caso ocorram mais chuvas, infelizmente ventou ontem muito forte, muita água que chegou a inundar dois, três pontos da cidade, mas nada grave. Felizmente, ninguém se feriu e só foram danos materiais”, ressalta Derbli. 

A secretaria de Comunicação informou no fim da tarde que a secretaria de Serviços Urbanos limpou mais de 200 grelhas de bueiros que estavam entupidos em razão do acumulo de lixo. A maior parte do material poderia ser destinada para o lixo convencional, como garrafas plásticas, embalagens de cigarro e frascos de iogurte. “Enquanto as pessoas não se conscientizarem que o descarte incorreto do lixo traz prejuízos a si mesmas, não há ações de manutenção que sejam eficazes o suficiente. O montante de lixo recolhido em apenas um dia pela secretaria preencheu a caçamba de uma pick-up Strada”, questiona a secretaria de Comunicação. 

De acordo com a secretaria de Comunicação da Prefeitura foram registrados alguns pontos de acúmulo de água na parte baixa da cidade em função da forte chuva que durou aproximadamente 20 minutos na tarde de quarta-feira, 18. O pluviômetro da estação do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), na Vila São João, registrou um acumulado de 49 milímetros durante o período que houve queda de granizo. Algumas comunidades do interior do município seguiam sem luz na tarde de hoje, 19. Na quarta-feira, 18, cerca de 25 mil unidades consumidoras ficaram sem energia elétrica em Irati entre o fim da tarde e começo da noite. Em caso de necessidade, os telefones para contato com a Defesa Civil são 3132-6152, 3132-6111, 3132-6167 e 9-8818-2682.

PUBLICIDADE

Aulas mantidas nos municípios

As aulas prosseguem normalmente nos três municípios da região nesta sexta-feira, 20. Em Irati, as aulas foram suspensas somente na Escola dos Colonizadores em Gonçalves Junior, no Rio do Couro e na escola Plínio Anciutti Pessoa. Outras escolas também registraram danos, mas as turmas estão sendo organizadas de acordo com os espaços disponíveis. Já a direção da Escola Municipal Francisco Vieira de Araújo avisa aos pais dos alunos que o curso da SEFE foi cancelado. Por esse motivo, haverá aula normalmente nesta sexta-feira, 20, para os alunos que haviam sido dispensados. Em Fernandes Pinheiro, o Colégio Getúlio Vargas cancelou o evento denominado de Semana Farroupilha, que aconteceria na noite desta quinta-feira, 19, em função das fortes chuvas.

Pré-conferência adiada

Outras atividades foram adiadas em Irati. Uma delas foi a 2ª Pré-Conferência do Meio Ambiente, que seria realizada na noite de quinta-feira, 18, no pavilhão da Paróquia São João Batista, na Vila São João. A nova data do evento ainda será definida pela secretaria de Ecologia e Meio Ambiente. 

PUBLICIDADE

Segundo a servidora municipal, Mara Parlow, a pré-conferência Sul deve ocorrer somente depois da realização da Pré-Conferência do Meio Ambiente Norte, que acontece na próxima quinta-feira, 26, no pavilhão da Igreja Nossa Senhora da Luz, das 19 às 22 h. Essa conferência vai abranger os moradores do bairro Canisianas, centro e arredores.

Copa de Voleibol também foi adiada 

Outro evento adiado foi a Copa de Voleibol Genilson Kaminski de Oliveira que seria realizada no fim de semana em Irati. A mudança ocorreu em função dos danos causados nos locais de competições e alojamentos. 

Todos os municípios afetados

Os 24 municípios afetados pela chuva no Estado são: Almirante Tamandaré, Araucária, Balsa Nova, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Carambeí, Colombo, Contenda, Curitiba, Fazenda Rio Grande, Fernandes Pinheiro, Guarapuava, Irati, Lapa, Palmeira, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras, Rio Negro, São João do Triunfo, São José dos Pinhais, Teixeira Soares e Tibagi.

Pessoas afetadas são todos os moradores que de alguma forma tiveram danos pelo desastre, como por exemplo, quem ficou sem fornecimento de energia elétrica, água ou comunicação. Pessoas desalojadas são todas aquelas que deixam as suas casas em virtude do desastre, mas que não necessitam de abrigo público por se refugiarem na casa de parentes ou amigos. Nesta condição foram registradas 20 pessoas em Irati e 100 em Fernandes Pinheiro e Teixeira Soares. Dessas, somente três em Irati e as 100 pessoas de Fernandes Pinheiro permanecem fora de suas residências. Casos de pessoas desabrigadas que são aquelas que deixam seus imóveis em virtude do desastre e que necessitam de abrigo público não ocorreram na região.


Comentários