Irati e Região / Notícias

16/12/11 - 16h50 - atualizada em 19/12/11 às 22h56

O que é feito com o lixo hospitalar de Irati?

Jussara Harmuch Bendhack


O enfermeiro Leandro Luiz Moreira responde pelo setor de lixo hospitalar da Santa Casa de Irati
Dando continuidade a série de reportagens que fizemos sobre o lixo em Irati, estivemos na Santa Casa de Irati para saber como é feito o descarte, a coleta e o transporte do lixo hospitalar até o seu destino final.

O enfermeiro Leandro Luiz Moreira responde pelo setor de lixo hospitalar da Santa Casa de Irati. Como assumiu esta responsabilidade há pouco tempo, Moreira ainda está se inteirando sobre o trabalho, mesmo assim atendeu a reportagem da Najuá na semana passada.

O tratamento do lixo produzido na Santa Casa inicia nos postos de atendimento, no momento em que os profissionais de enfermagem descartam os materiais utilizados no tratamento dos pacientes internados. Existem as lixeiras separadas para cada tipo de material, frascos de soro, material perfurocortante etc.

A equipe recebe da instituição orientações além do treinamento que vem da formação básica da profissão de enfermagem. “Eu estou sempre olhando as lixeiras, supervisionando para não dar problema na frente. Mas as equipes estão bem conscientizadas”, conta.

O material perfurocortante é descartado em caixas de papelão especialmente confeccionadas para este fim
O material perfurocortante é descartado em caixas de papelão especialmente confeccionadas para este fim, que são lacradas e substituídas a cada período.

Por exigência da Vigilância Sanitária, os hospitais elaboram um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços da Saúde, onde as ações de manuseio e descarte do lixo são especificadas. As lixeiras são esvaziadas três vezes ao dia, em cada troca de período, ou antes, se necessário, em acordo com o que prevê a resoluções da SESA – (Secretaria Estadual de Saúde) e do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) que preconiza o uso de 50% da capacidade destes recipientes. Depois de recolhido o lixo segue em sacos plásticos separados e identificados por tipo de material até um local reservado onde fica depositado por uma semana, até que uma empresa especializada na coleta e transporte de lixo hospitalar - SPIELMANN & SPIELMANN LTDA EPP - o conduza até seu depósito na cidade de Dois Vizinhos. O lixo é pesado no local, a cobrança é feita de acordo com a quantidade (peso) recolhida. A destinação final destes resíduos é feita por outra empresa que o processa através da incineração.

Quanto aos materiais cirúrgicos utilizados em cirurgias, antes de serem lavados, passam por uma emulsão que contém sabão enzimático que inicia a destruição dos microorganismos.


Confira as imagens feitas por nossa reportagem na Santa Casa de Irati

{album}

Comentários

Enquete

Reforma da Previdência

  • Nenhuma das respostas
  • Não deve mexer nos que ganham menos
  • Não é necessária
  • Deve ser ampla
Resultados