Irati e Região / Notícias

15/04/14 - 22h09 - atualizada em 16/04/14 às 11h41

Nota de esclarecimento sobre a coleta de lixo

Informe da Secretaria de Comunicação da Prefeitura


 Em função das dúvidas levantadas acerca do auxílio que a Prefeitura Municipal de Irati presta às cooperativas de recicláveis que atuam no Município (Malinoski e Cooperativa de Catadores de Recicláveis de Irati – Cocair), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Ecologia, através do secretário Osvaldo Zaboroski, informa que no que tange a Administração Municipal tem-se feito o possível para atender as necessidades das cooperativas.

Até agosto do ano passado as duas cooperativas trabalhavam em barracões separados. Porém, houve a impossibilidade da Cocair permanecer no local onde estava instalada, pois a Administração anterior tinha destinado o lugar a uma empresa em outubro de 2012. Com isso, o prefeito Odilon Burgath e o secretário verificaram a possibilidade de unir as duas cooperativas num mesmo espaço, trabalhando de forma organizada como é feito atualmente, facilitando a logística de transporte dos produtos e as ações internas.

O espaço cedido pela Prefeitura Municipal fica no bairro Vila Nova, o terreno tem 6.200 metros quadrados, sendo que a área construída é de 3.200 metros quadrados. Além dos barracões para a Cocair e Malinoski, há um local em que a Secretaria de Meio Ambiente e Ecologia mantém os produtos da logística reversa, tais como, lâmpadas, eletroeletrônicos, pilhas e outros.

Neste lugar há sete compartimentos, cada um do tamanho de um container, com paredes espessas de tijolos e portas de ferro totalmente travadas, onde todos os produtos citados são acondicionados para uma futura coleta pelas associações responsáveis, ou pelos seus fabricantes, dentro do sistema de logística reversa. Inclusive, o secretário, juntamente com o grupo R-20 tenta fazer a efetivação e a limpeza desses produtos da nossa cidade, podendo gerar assim até um lucro para as duas cooperativas. Em termos de lei e de organização de limpeza interna, Irati se destaca sobre outras cidades.

A Prefeitura Municipal de Irati em comodato cede os barracões, paga a água e a luz consumidas pelas cooperativas, e destina seis caminhões e motoristas para que as duas presidentes das associações possam fazer juntamente com seus funcionários a coleta dos resíduos reciclados. Assim, tem seus ganhos mensais, que atualmente já ficam acima do salário mínimo.

Além disso, o Provopar Municipal destina todo mês dez cestas básicas para a Malinoski e mais dez para a Cocair. O Provopar Estadual faz reuniões cerca de uma vez ao mês com o secretário para cada vez mais melhorar a qualidade dos trabalhos internos nas duas cooperativas, ajudando com bags, balanças (algumas até de precisão), prensas e outros itens que as presidentes solicitam.

Depois da realização de um leilão de produtos inservíveis que estão no setor do Meio Ambiente, um dos barracões será destinado a produção artesanal, utilizando produtos que adentram nas duas cooperativas, fazendo assim um agregamento de valor no futuro para todos os cooperados. Também, ao lado das cooperativas, a Secretaria mantém um setor de compostagem, do qual é retirado o material utilizado para melhorar a qualidade da terra em que são plantadas as flores em rotatórias e praças.

A Prefeitura Municipal ainda auxilia com máquina carregadeira para efetuar as cargas das duas cooperativas, não necessitando mais que mulheres utilizem de força física para carregar fardos de até 200 quilos para cima de caminhões como era feito antigamente. Esta máquina também serve para a limpeza do produto orgânico que sobra diariamente nas duas cooperativas. Pois, ainda muitas famílias deixam nos recicláveis resíduos sólidos orgânicos, e os cooperados necessitam separar deixando em bags para serem levados até o Aterro Municipal. De cada 100 bags, 20 ainda são de orgânicos.

A Prefeitura Municipal e a Secretaria de Meio Ambiente e Ecologia vêm fazendo os ajustes necessários para conseguir obter a excelência no serviço.
 

Barracão na Vila Nova, onde as duas cooperativas passaram a trabalhar juntas

Comentários