Irati e Região / Notícias

04/12/19 - 09h59 - atualizada em 04/12/19 às 10h29

Mutirão do MEI será realizado na sexta (6)

Microempreendedores Individuais (MEIs) receberão orientações e consultorias durante o evento que acontece das 9 às 17 h na rua da Cidadania

Edilson Kernicki, com reportagem de Rodrigo Zub 

Mutirão do MEI será realizado na rua da Cidadania (foto) na sexta-feira (6)

O Mutirão do Microempreendedor Individual (MEI), iniciativa conjunta entre a Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Irati, vai atender a microempreendedores individuais, na sexta-feira (6), com orientações e consultorias. O mutirão acontece das 9 às 17h, na Rua da Cidadania.

Segundo a diretora executiva da ACIAI, Simone dos Anjos, o mutirão deve atender a essa parcela dos empreendedores, por compreender que sua participação é significativa no cenário iratiense. Ao pesquisar no Portal do Empreendedor, Simone observou que, em outubro, havia 2.500 MEIs cadastrados em Irati, especialmente prestadores de serviços: encanador, pedreiro, carpinteiro, profissional liberal da área de saúde, manicure, pedicure, salões de beleza em geral. “Temos bastante também do setor do comércio varejista de confecções”, cita.

“É muito representativo. Eles são empresários, têm um CNPJ. Nossa intenção é fazer com que eles saibam de sua importância para a economia do município e para que eles tenham acesso a uma consultoria financeira. Muitos MEIs não conseguem estipular um preço de venda ou calcular o preço de seu serviço, como cobrar a mão de obra. O objetivo dessa consultoria é, justamente, prepará-los para o mercado”, explica Simone. Parceiros financeiros – CRESOL, Banco do Brasil, Bradesco e SEBRAE – vão apresentar serviços e produtos, como linhas de crédito específicas para os MEIs.

Segundo o representante da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Irati, Michael Ribeiro, o município vai reapresentar, durante o mutirão, o portal Compras Irati, como forma de estimular os MEIs a participarem de processos licitatórios quando o município precisar adquirir bens ou contratar serviços.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

“Queremos incentivar os MEIs a se cadastrarem [no portal Compras Irati], pois hoje eles têm muita dificuldade na questão de documentação. Estamos também com uma parceria junto ao SEBRAE, que vai prestar algumas consultorias. Acredito que, no mês de janeiro, vamos instituir, aqui na cidade de Irati, na ACIAI, o escritório de compras físicas, que vai dar assessoria aos empresários e a Sala do Empreendedor será totalmente voltada para MEIs”, afirma Michael. Ele destaca que, ao mesmo tempo que se fala muito em desemprego, a cada mês surgem, em média, 40 novos microempreendedores em Irati.

“Vamos ter consultoria gratuita para o MEI sobre dependências financeiras, SPC e Serasa. E também orientação da Sala do Empreendedor para toda a documentação: abertura, encerramento, alteração. Identificamos que muitos MEIs estão inadimplentes ou inativos perante a Receita Federal, que estará lá, pela manhã, para tirar as dúvidas que as pessoas têm. Às vezes, a pessoa abriu um MEI em 2011 e nem sabe que ainda o tem. Se ele não fechar o MEI, todo mês gera uma taxa, que é o DAS-MEI [Documento de Arrecadação do Simples Nacional do MEI], que são os tributos e a contribuição dessa pessoa para o INSS”, explica Simone.

Para a abertura de uma MEI, o empreendedor deve apresentar um comprovante de residência atualizado, uma cópia do RG, o CPF e comprovar que não tem nenhuma outra empresa aberta. “O MEI é exclusivo para quem não tem nenhuma empresa vinculada a seu nome”, explica Michael. Segundo ele, a criação de um MEI é rápida, pois em torno de duas horas é possível sair da Sala do Empreendedor com um CNPJ pronto. “Aí é só dar entrada no alvará, pela Prefeitura. Se for trabalhar no ramo alimentício ou de bebidas, tem a questão da Vigilância Sanitária, mas é um processo bem simples e descomplicado”, assegura o representante da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

De acordo com ele, essa é a chance de formalizar um empreendimento e de estabelecer a participação na previdência social, pois os MEIs são uma modalidade que contribui com o INSS.

Diretora Executiva da ACIAI, Simone dos Anjos, e representante da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Michael Ribeiro, ressaltaram a importância da formalização dos MEIs em participação no programa "Meio Dia em Notícias" de terça-feira (3)


Comentários