Irati e Região / Notícias

18/09/19 - 22h16 - atualizada em 19/09/19 às 00h30

Governo anuncia fechamento da agência da Receita Estadual de São Mateus

São Mateus do Sul está na lista de 20 cidades que deixam de ter agência a partir de 1º de outubro

Da Redação, com informações da AEN e reportagem de Edinei Cruz/Difusora do Xisto 

São Mateus do Sul está incluída na lista de municípios que deixam de ter agência da Receita Estadual a partir de 1º de outubro. O Governo do Estado anunciou, na segunda-feira (16), o fechamento de 20 das atuais 40 agências, como medida do programa de modernização da Secretaria da Fazenda, a fim de promover economia de recursos e adequação da estrutura do órgão a serviços oferecidos pela internet e ao número de servidores disponíveis.

O fechamento deve render economia anual de R$ 867 mil nas despesas dessas unidades, de acordo com o secretário estadual de Fazenda, Renê de Oliveira Garcia. Esse é o montante aplicado em limpeza, vigilância, energia elétrica, água, telefone, internet e reprografia (fotocópias).

De acordo com o delegado regional da Receita Estadual de Guarapuava, José Clodoaldo Munhoz, na região de abrangência da Delegacia, serão fechadas as agências de São Mateus do Sul, Laranjeiras do Sul e Pitanga. “É a modernização dos trabalhos da Receita Estadual. Hoje, a maior parte dos serviços ofertados pela Receita Estadual são disponibilizados na internet”, observa Munhoz.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

Os profissionais que atuam nessas agências – 19 auditores fiscais e 28 agentes fazendários – serão remanejados para reforçar o trabalho em outras unidades ou em delegacias regionais. “A medida também permite a otimização dos recursos humanos, sempre no interesse do Estado e da eficiência”, afirma o secretário Garcia.

PUBLICIDADE

Imagem da área central de São Mateus do Sul (foto)

“Temos dificuldade com o número de funcionários. Um em cada quatro auditores fiscais estão em condições de se aposentar. Essa falta de pessoal também fez com que optássemos pelo fechamento das agências. O pessoal de São Mateus do Sul deve se deslocar a Irati. Todos os trabalhos de São Mateus do Sul vão ser centralizados em Irati”, explica Munhoz. Conforme o delegado, os três municípios hoje abrangidos pela agência de São Mateus do Sul, na prática, ficam mais próximos de Irati do que de União da Vitória. A agência de São Mateus do Sul atende também aos municípios de São João do Triunfo e de Antônio Olinto.

O fechamento das agências pretende promover economia com aluguéis. Das 20 unidades a serem fechadas, apenas a de Medianeira fica em imóvel que não é próprio do Estado e, com sua desativação, encerra-se a despesa. No entanto, os outros 19 prédios podem ser cedidos a outros órgãos do Governo que hoje ocupam prédios alugados. Conforme o diretor da Receita, Luiz Moraes Junior, já existem vários interessados em ocupar os imóveis.

O critério para definir quais agências seriam fechadas foi o menor movimento, uma vez que todos esses atendimentos podem ser efetuados pela internet, através do portal da Receita Estadual (www.fazenda.pr.gov.br). Isso contribuiu para reduzir drasticamente o número de pessoas que ainda buscam atendimento presencial nas unidades.

Além da agência de São Mateus do Sul, vão fechar três agências na Região Metropolitana de Curitiba (RMC) – Araucária, Colombo e São José dos Pinhais – e mais 16 no litoral e interior do estado: Guaratuba, Rio Negro, Arapoti, Castro, Telêmaco Borba, Laranjeiras do Sul, Pitanga, Arapongas, Rolândia, Palotina, Medianeira, Toledo, Barracão, Loanda, Paranavaí e Capanema. As dez delegacias regionais serão mantidas, para garantir a presença do fisco em todas as regiões do Paraná.

PUBLICIDADE


Comentários