Irati e Região / Notícias

24/04/19 - 01h38 - atualizada em 24/04/19 às 15h56

Força-tarefa contra dengue inicia 2ª etapa de visitas em residências

Primeiros bairros que serão visitados entre hoje, 24, e sexta-feira, 26, são Vila Nova, Canisianas e Colina Nossa Senhora das Graças

Rodrigo Zub, com informações secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati

Força-tarefa contra a dengue já definiu 17 locais que serão visitados no município

Com mais de 430 focos de dengue espalhados por vários bairros e um paciente diagnosticado com a doença, que foi infectado dentro do município, a administração iratiense vai prosseguir as ações de fiscalização, limpeza e autuação de áreas em desacordo com as normas da campanha. A partir desta quarta-feira, 24, a força-tarefa vai visitar 17 locais na cidade.  

Os primeiros bairros a serem visitados são Vila Nova, Canisianas, Choma e Colina Nossa Senhora das Graças até sexta-feira, dia 26. Na próxima semana, a mesma ação será realizada no Centro e nos bairros Colaço, Dallegrave e Pedreira entre segunda e sexta-feira, dias 29 de abril e 3 de maio. Do dia 6 a 8 de maio serão visitados os domicílios do Rio Bonito, Jardim Planalto, bairro Marcela, DER, Camacuã, Santo Antônio e Conjunto Van der Neut. Nos dias 9 e 10 de maio, a força-tarefa vai passar pelos bairros Fósforo, São Pedro, Vila Nossa Senhora da Luz e Ricli. As visitas continuam nos bairros Stroparo, São Francisco (proximidades da capela São Francisco), Ouro Verde, Jardim Califórnia, Pabis e Alto da Glória nos dias 13 e 14 de maio. A Vila São João, Loteamento Cartoon, Joaquim Zarpellon, Vila Matilde, Santa Mônica e Promorar serão visitados nos dias 16 e 17 de maio. Já os bairros Pinheiros, Jardim Aeroporto, Fernando Gomes, João Paulo II, Novo Irati, Jardim Virgínia e Jardim Araucária serão contemplados nos dias 20 e 21 de maio. De 22 a 24 de maio, as visitas serão realizadas nos bairros Lagoa, Jardim das Américas, Alto da Lagoa, Cruzeiro do Sul, Vila Kennedy, Jardim Orquídea, Engenheiro Gutierrez, Riozinho e Vila Raquel.

Multas

A prefeitura de Irati comunica que os proprietários de terrenos que não adotarem medidas para evitar a proliferação da dengue poderão ser multados no valor de R$ 149,48, equivalente a duas Unidades de Referência Municipal (URMs). No caso de localização de focos, a multa sobe para R$ 747,40, dez URMs. A mesma multa será aplicada para os donos de terrenos onde forem encontrados recipientes com água. As autuações também serão realizadas nos terrenos baldios onde o responsável não efetuar a roçada e limpeza. Neste caso, será aplicada uma multa de R$ 448,44 (seis URMs). Estas multas serão inscritas em dívida ativa e será procedida a imediata execução judicial. Em cada reincidência, os valores das multas serão dobrados.

PUBLICIDADE

Força-tarefa vai continuar

O município está programando outras ações contra a dengue nos bairros que não foram incluídos na primeira lista de visitas da força-tarefa, que é formada por integrantes das secretarias de Saúde e Meio Ambiente, com apoio das demais e departamentos municipais. Conforme a administração municipal, as equipes estão mobilizadas para cumprir os roteiros o dia todo em diversos pontos da cidade. A finalidade é diminuir o número de criadouros de dengue no município. 

Ações que já foram realizadas para combater dengue 

Irati acendeu o sinal de alerta depois de detectar o primeiro caso autóctone, ou seja, a pessoa contraiu a doença na própria cidade. Outro paciente já havia sido detectado com dengue, contraída fora do município (estado do Tocantins). Mais 20 casos suspeitos estão sendo investigados. 

O município já realizou duas ações visando combater a dengue. No dia 10 de abril, todos os servidores do município participaram do Dia D, que resultou no recolhimento de 40 toneladas de materiais que poderiam acumular água e ajudar na proliferação da doença. Nos dias seguintes, a prefeitura iniciou as visitas nas casas nos bairros Nhapindazal, João Vieira da Rosa, Loteamento Tucholka e Conjunto Fragatas

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Envie SIM notícias http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua

Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC 

Texto continua após a publicidade

PUBLICIDADE

Todo o material recolhido foi levado ao CT Willy Lars. Uma verificação geral do montante foi feita para identificar se havia algum tipo de material que poderia gerar riscos, informa Mara Sandra Parlow, que atua na secretaria de Meio Ambiente. Em nota a Prefeitura de Irati garantiu que os materiais depositados temporariamente naquele local não representam perigo de reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Segundo o município, os focos foram neutralizados antes de o material ser encaminhado para o CT

Trabalhadores das cooperativas de recicláveis separaram o material que pode ser aproveitado e estão encaminhando aos barracões específicos. Pneus e produtos inservíveis estão sendo destinados a coletores específicos desse tipo de material. 

PUBLICIDADE


Comentários

Enquete

Você acha que existe um grande número de pessoas que recebem aposentadoria sem ter contribuído o suficiente?

  • Não
  • Sim
Resultados