Irati e Região / Notícias

18/06/19 - 19h55 - atualizada em 19/06/19 às 10h23

Coren repudia vídeo que fala de enfermeiras iratienses

Em nota, Coren ressalta que postagem denigre a imagem dos profissionais de enfermagem "numa visão sexista e preconceituosa"

Da Redação

Profissionais de saúde entregaram nota de repúdio ao prefeito Jorge Derbli, que recebeu os manifestantes em frente ao prédio do Executivo na tarde de segunda-feira, 17

O Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR) emitiu uma nota de repúdio à atitude do jornalista Jeff Reinholds, que publicou um vídeo em seu facebook usando termos chulos contra a classe e as mulheres. Na publicação o repórter pede que as profissionais de saúde de Irati encaminhem vídeos e fotos para participar de um concurso sensual, de sua autoria.

“O Conselho Regional de Enfermagem do Paraná repudia a atitude equivocada do jornalista em denegrir a imagem dos profissionais de enfermagem numa visão sexista e preconceituosa. A categoria, majoritariamente feminina, é a grande força de trabalho da Saúde e merece respeito por sua dedicação em garantir assistência segura e de qualidade à população. O Coren/PR mais uma vez adotará as providências legais cabíveis para evitar que esse tipo de apelação, que agride gratuitamente todos os profissionais da área, se repita”, diz a nota do Coren.

Indignadas com a publicação, algumas mulheres que atuam na área de saúde se reuniram na frente do prédio da prefeitura na tarde de segunda-feira, 17, onde receberam apoio de homens que são seus colegas de trabalho. As enfermeiras entregaram uma nota de repúdio ao prefeito Jorge Derbli, que foi assinada por dez entidades que representam o setor em Irati.

Continua após a publicidade

PUBLICIDADE

Quer receber notícias pelo WhatsApp? Envie SIM notícias http://bit.ly/CliqueAquiWhatsSuperNajua 
Por e-mail: http://bit.ly/2BiE4tC 

A enfermeira Deise Daniliszyn disse que a secretaria de Saúde e outros órgãos que pertencem ao município tanto público como privado resolveram se manifestar em virtude do vídeo, que ofende os profissionais da área de enfermagem. “A manifestação foi para mostrar o descontentamento, o repúdio dessa classe que atende a população com relação a esse tipo de postagem. Porque as pessoas estão compartilhando esse tipo de coisa, essa maneira agressiva de tratar os profissionais que estão lá atendendo seja na unidade de saúde, Pronto Atendimento, nos hospitais particulares, Santa Casa, isso foi um desabafo dos servidores, das pessoas ligadas à área de saúde com relação a esse tipo de atitude tomada por esse cidadão”, relatou Deise.

A enfermeira Denise Homiak destacou que o vídeo também denigre as profissionais enquanto mulheres. Por isso, elas decidiram se mobilizar para defender outras pessoas de Irati e região que se sentiram ofendidas com a publicação.

Grupo que procurou o prefeito era formado em sua maioria por mulheres que atuam no município

Já a enfermeira Jéssica Cristina Mattos adiantou que a classe de enfermagem pretende tomar medidas junto ao Coren/PR, fato que se confirmou posteriormente com o Conselho se manifestando hoje (18).

PUBLICIDADE

Na nota entregue ao prefeito consta também um pedido para restringir o acesso do jornalista a salas internas de prédios públicos reservadas à administração.

Derbli disse que assistiu ao vídeo e considerou o conteúdo inadequado. “Passei isso para o nosso jurídico para ver as medidas que a gente pode tomar quanto a nossa administração. A gente está de porta aberta para receber e defender essa classe dos comentários maldosos que denigrem a imagem de uma pessoa”, relatou o prefeito.  

No início da noite do dia do protesto o jornalista publicou outro vídeo com um pedido de desculpas à classe, mas o material considerado ofensivo não foi retirado.

Mulheres receberam apoio de alguns homens, que são seus companheiros de trabalho

Comentários