Irati e Região / Notícias

21/02/14 - 00h19 - atualizada em 21/02/14 às 00h40

Cobrança da taxa de lixo por três passadas dos caminhões é suspensa em fevereiro

Prefeito determinou a suspensão da nova forma de cobrança até que a coleta se regularize nos bairros
Edilson Kernicki, com reportagem de Sassá Oliveira e assessoria

Depois de uma série de reclamações dos moradores de vários bairros, indicando que a coleta do lixo não estava ocorrendo com a regularidade de três passadas dos caminhões por semana, e após uma reunião na terça-feira com a empresa terceirizada prestadora do serviço, as secretarias de Fazenda e de Meio Ambiente, por determinação do prefeito Odilon Burgath, informaram a suspensão da cobrança da taxa referente a três coletas para o mês de fevereiro. Temporariamente, a cobrança permanece aos moldes antigos para os moradores dos bairros de Irati.

“Por o serviço não ter sido executado na sua totalidade, nós não vamos encaminhar para a Sanepar a cobrança das três passadas de modo geral para a cidade e das seis passadas para o centro. Vamos manter o mesmo valor cobrado anteriormente. E já regularizando a partir do próximo mês, que não haja mais interrupção, não haja falha em nenhuma rua, que todos os cantos da cidade, do nosso perímetro urbano sejam contemplados, aí, sim, a Sanepar vai cobrar pelo serviço efetivamente feito e vai repassar na conta esse valor”, informou Odilon.

O prefeito voltou a frisar a necessidade de serem realizadas, no mínimo, três coletas semanais em todos os bairros, não apenas por questão de justiça e de igualdade, mas por questões sanitárias: “Não podemos ter as nossas filas dos postos de saúde e do Pronto Atendimento, por questões de mau armazenamento do lixo, deixar o lixo de uma semana para outra e vários vetores sendo produzidos e afetando a saúde dos iratienses”.

Conforme Odilon, pelo fato de ser uma empresa que ainda está se ambientando com os trajetos a serem percorridos nos bairros, estava previsto que inicialmente ocorressem falhas e atrasos em uma rua ou outra. “Mas infelizmente constatamos que houve um número mais expressivo do que imaginávamos”, admitiu.

Na reunião do município com a empresa terceirizada – à qual o prefeito esteve ausente, por cumprir agenda em Curitiba – a prestadora do serviço de coleta se comprometeu a aumentar o número de profissionais e colocar a todo vapor os quatro caminhões coletores. Além de disponibilizar o 0800 da empresa para reclamações de moradores, o prefeito destacou que os munícipes podem também direcionar as reclamações para o telefone da Secretaria de Meio Ambiente, para que seja avisada caso o serviço não venha a ser prestado adequadamente.

“O que nós queremos é a excelência do serviço e que esses problemas não se repitam mais, que haja regularização e que o sistema funcione perfeitamente já nos próximos dias, sem atrasos, cumprindo a agenda. Vamos intensificar com a nossa Secretaria de Comunicação a divulgação dos novos roteiros, porque acredito que ainda tem pessoas que estão se perdendo um pouco. Houve mudanças em bairros, então, queremos intensificar essa divulgação e solucionar todas essas situações”, explicou Odilon.

Coleta de lixo foi terceirizada e está sendo executada pela empresa HMS


Saiba Mais

Comentários