Irati e Região / Notícias

26/12/13 - 00h32 - atualizada em 26/12/13 às 10h51

Câmeras passam a auxiliar vigilância da PM e da Guarda Municipal

O sistema de videomonitoramento eletrônico foi oficialmente lançado na última sexta-feira
Edilson Kernicki, com reportagem de Tadeu Stefaniak


Oito pontos estratégicos da cidade de Irati passaram a contar oficialmente, a partir da última sexta (20), com o auxílio de câmera de vigilância para o monitoramento realizado pela Polícia Militar e pela Guarda Municipal. O sistema de vigilância deve auxiliar na prevenção de delitos e também na identificação de autores de crimes e de infrações nesses locais. O major Renato dos Santos Taborda, comandante da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar, conversou com o repórter Tadeu Stefaniak, e detalhou os objetivos do monitoramento eletrônico.

Conforme o major Taborda, há um ano foi lançado o projeto, em parceria com o setor empresarial da cidade, o IAP, o Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG) – que adquiriu as câmeras – e a Prefeitura Municipal. Ainda de acordo com o comandante da 8ª CIPM, as câmeras já estavam operando em modo experimental. “Agora a empresa está nos entregando o equipamento em condições para que possamos fazer o policiamento através dessa ferramenta tecnológica que vai nos auxiliar muito”, salientou o major.

Segundo ele, são oito novos “olhos” da Polícia, dispostos estrategicamente nas vias públicas e também vai permitir monitorar pontos de entrada e de saída do município. O critério adotado para a instalação das câmeras foi a aglomeração de pessoas em áreas comerciais e índices de criminalidade por região. O major relatou que, mesmo em fase de testes, a presença das câmeras de monitoramento já contribuiu, em alguns aspectos, para a redução na taxa de criminalidade.

Com a efetivação do sistema, policiais militares e guardas municipais se revezarão na observação dos terminais informatizados, que estão instalados no Centro de Operações da Polícia Militar – COPOM – para efetuar a vigilância 24 horas. Conforme o major, o revezamento com apoio da Guarda Municipal evitará que se retire um PM das ruas para realizar este trabalho de monitoramento.

O equipamento foi adquirido pelo CONSEG e doado à prefeitura. O guarda municipal estará junto com o policial na central visualizando as imagens e, ao observar uma ocorrência ou possível flagrante, poderão de imediato acionar a viatura da área para fazer o atendimento, tanto em crimes quanto em infrações de trânsito.

Taborda considerou importante o lançamento do sistema de vigilância eletrônica às vésperas do Natal e disse que a tecnologia vai auxiliar na segurança pública.



Privacidade

O major ressalta que a população não precisa ficar incomodada com a sensação de perda de privacidade, uma vez que ela será assegurada. As filmagens serão utilizadas apenas sob via judicial para auxiliar no desvendamento de eventuais crimes ou infrações de trânsito. Os policiais e guardas assinam um protocolo em que se comprometem a garantir o sigilo das imagens registradas. “Somente pessoas autorizadas terão acesso às imagens gravadas. Não é qualquer policial ou guarda municipal”, afirmou.

O major salienta que não há como a Polícia Militar estar presente em todo local ao mesmo tempo, apesar de haver patrulha diária por todos os bairros, com paradas onde há necessidade. “Com essas câmeras, não quer dizer que o policial não estará mais ali. Mas fica mais fácil o monitoramento, e verificando a situação, podemos prevenir e já agir antes que aconteça ou posteriormente ao acontecido, com a prova e o reconhecimento daquela pessoa que cometeu aquele ato ilícito”, explicou.

O lançamento oficial do sistema de monitoramento eletrônico no município de Irati aconteceu na sede da 8º Companhia, teve a presença do prefeito Odilon Burgath; do presidente do CONSEG, Luiz Carlos Ramos; do presidente da ACIAI, Rogério Kuhn e empresários iratienses.


Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados