Irati e Região / Notícias

17/07/19 - 00h05 - atualizada em 17/07/19 às 00h31

4ª Expotabaco comemora Festa da Colheita e 35 anos do Lar dos Velhinhos

Arrecadação do evento será revertida em benefício do asilo rio-azulense

Da Redação, com reportagem de Rodrigo Zub 

Programação da Expotabaco que acontecerá em Rio Azul no fim de semana

Ocorre neste fim de semana a quarta edição da Festa da Cultura do Tabaco e da Colheita – Expotabaco – em Rio Azul. O evento acontece no sábado (20) e domingo (21) no Centro de Eventos Martins, na Estrada do Rio Azul de Cima, e reúne 26 expositores já confirmados. A entrada é gratuita.

A festividade inicia às 14h de sábado (20), com uma carreata que terá como ponto de partida a empresa fumageira Alliance One, nas proximidades do portal de Rio Azul, seguindo até o Centro de Eventos Martins. Essa carreata, ou “tratoraço”, como tem sido chamado pela organização da Expotabaco, terá também bênção de veículos. Os visitantes serão recepcionados com um café de boas-vindas e os estandes estarão em funcionamento a partir daí.

O secretário do Lar dos Velhinhos, Miguel Zub, que também é diretor artístico e de programação de eventos da entidade, explica que a extensão do evento para dois dias, ao invés de um só, como nos anos anteriores, atende ao pedido das empresas, que pediram que a exposição durasse mais tempo.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS PELO WHATSAPP

PUBLICIDADE

O evento prossegue no domingo (21), com recepção a partir das 8h da manhã, com um café de boas-vindas. Às 9h30, será celebrada uma missa cantada, em ritmo sertanejo. Em seguida, após a missa, a partir das 10h30, serão abertos os estandes à visitação. Às 11h, encerra-se o recebimento de manocas de fumo. Depois, às 11h30, ocorrem apresentações artísticas de grupos locais.

O almoço comunitário será servido ao meio-dia, ao custo de R$ 30 por pessoa. Crianças de até sete anos não pagam. Entre sete e 12 anos, custa R$ 15. A aquisição do cartão para o almoço dá o direito à participação num sorteio de brindes exclusivos e ao ingresso para o baile.

A partir das 13h30, os portões serão abertos para o público em geral. A seguir, às 14h30, inicia a rodada do bingo.

PUBLICIDADE

O Grupo Rodeio anima o baile que começa às 15h30. A entrada para o baile custa R$ 15 para aqueles que optaram em ir ao evento após o almoço. Antes do encerramento da festa, acontece o sorteio da ação entre amigos.

“A Expotabaco foi criada pensando na cultura do tabaco, pois Rio Azul é um dos principais municípios brasileiros em termos de produção de tabaco. Mas estamos direcionando também para uma festa da colheita, uma forma de agradecer a colheita obtida”, explica Miguel.

Entre os expositores confirmados, estão: Coelho Máquinas e Equipamentos Agrícolas; Comercial Martins; G. Ritzmann; Valtra; Agro Máquinas Rio Azul; Macponta; Solar Agrícola; Freewil; Trinity; Agroflorestal Sepac; Nova Sinagro; Sicredi; Alliance One; Zenker; RF Orquídeas; Agropecuária Girardi; Sanoflex Colchões; Afubra; Café com Flores; Deragro; Clínica do Celular; Adubos Ouro e Jamper.

PUBLICIDADE

Premiação

Pela primeira vez, haverá premiação para as melhores manocas de fumo durante a Expotabaco. Cada manoca consiste em um conjunto formado por aproximadamente 20 a 25 folhas curadas e classificadas de tabaco (com no máximo 4,0 cm de diâmetro), amarradas na extremidade dos talos por uma folha da mesma classificação, devendo ser uniforme quanto ao tamanho, posição na planta, cor e qualidade. Posteriormente estas manocas são utilizadas na confecção e estruturação dos fardos.

O primeiro colocado leva para casa um forno micro-ondas; o segundo ganha um forno elétrico e o terceiro, um brinde surpresa. Os prêmios são oferecidos pela Cresol.

Situação financeira do Lar dos Velhinhos

O enfermeiro e coordenador do Lar dos Velhinhos, Talbian Raoni Przybycz, frisa a importância da Expotabaco para a recuperação financeira da entidade. Ele estima que, nas três primeiras edições, o rendimento médio da feira ficou entre R$ 21 a R$ 24 mil. No ano passado, a arrecadação do evento permitiu o pagamento de parte do valor de uma máquina de lavar industrial – o restante foi pago pelo próprio Lar dos Velhinhos.

PUBLICIDADE

“A arrecadação foi de pouco menos de R$ 21 mil e a máquina custou um pouco mais de R$ 21 mil”, explica. Para Talbian, apesar do trabalho que dá organizar o evento, ele reverte em um rendimento extra que oportuniza investimento em melhorias na instituição, que hoje atende a 33 idosos, oriundos de sete municípios, sendo cinco conveniados ao Lar dos Velhinhos e dois ainda não. “Vale frisar que o Lar dos Velhinhos de Rio Azul é uma instituição independente, sem fins lucrativos e que, por isso, atende também a idosos de outros municípios”, complementa.

O convênio estabelecido entre os municípios de Rio Azul, São Mateus do Sul, Mallet, Guarapuava e Cruz Machado prevê o repasse financeiro mensal pelas prefeituras, que deve ser proporcional ao número de idosos daquele município que são atendidos pela instituição. O repasse mensal é de R$ 700 por idoso. “Esse valor é para chegar ao total de R$ 1,3 mil a R$ 1,4 mil, que é o custo mensal de cada idoso. A instituição pode usar até 70% da aposentadoria de cada um e, a partir disso, temos mais R$ 700 para mantê-los lá”, expõe.

Atualmente, o Lar dos Velhinhos possui 18 funcionários. Além do enfermeiro Talbian, que coordena a instituição, há mais duas técnicas em enfermagem; uma auxiliar administrativa; uma assistente social; dois vigias noturnos; dois cuidadores; cinco auxiliares de serviços gerais e quatro cozinheiras.

PUBLICIDADE

Comentários

Enquete

O Imposto sobre Valor Agregado (IVA) deve ser a base da Reforma Tributária?

  • Não
  • Sim
Resultados