Geral / Esportes

13/12/19 - 17h32 - atualizada em 13/12/19 às 17h55

23º Torneio de Sinuca do Bar do Carlinhos reuniu 36 competidores

Metade dos inscritos foi de Irati. Competição atraiu participantes de vários municípios da região e até de Santa Catarina

Edilson Kernicki, com reportagem de Ademar Bettes e João Maria Rodrigues 

O tradicional Torneio de Sinuca do Bar do Carlinhos, em sua 23ª edição, foi realizado no último sábado (7). A competição reuniu 36 competidores, dos quais metade foi de Irati. A disputa atraiu participantes de outras cidades da região: cinco de Inácio Martins; quatro de Palmeira; três de Ponta Grossa; dois de Imbituva; dois de Telêmaco Borba e dois de Santa Catarina.

Confira o áudio da reportagem no fim do texto

O 1º prêmio, de R$ 1000, ficou para o ponta-grossense Adilson Pinto de Lima (Sargento). O 2º lugar que ganhou R$ 800 foi Daniel Domingues de Alcântara (Polaquinho), de Telêmaco Borba. O 3º colocado foi o iratiense Luiz Henrique Borges de Lima (Pirapó), que recebeu o prêmio de R$ 700. O 4º prêmio, de R$ 500, ficou para o imbituvense Itamar Fernandes (Berne). Entre os iratienses, além de Pirapó, que ficou em 3º lugar, merece destaque Paulo Menon (Bife), que ficou com a quinta posição desta vez. Em março, ele tinha ficado uma posição acima em outro torneio, que também foi vencido por um sargento da PM, vindo de Ponta Grossa: Marcelo César Ferreira.

“Coincidentemente, foi para Ponta Grossa, de novo, nosso troféu. O pessoal de Irati não se esperta e o pessoal de fora está vindo e estão levando”, comentou Pirapó, que foi um dos organizadores.

Segundo ele, os dois sargentos que venceram os torneios deste ano jogam no Clube Princesa dos Campos – popularmente conhecido como Clube Verde, em Ponta Grossa, e participam do Campeonato Paranaense de Sinuca. “Eles têm um grupo do qual fazem parte. O Sargento, que foi o 1º colocado; o Polaquinho, de Telêmaco Borba, que foi vice-campeão e o 4º colocado, o Berne, que já foi vice-campeão paranaense, são nível III do Paranaense. Quer dizer que o nível deles é muito mais forte que o nosso, que jogamos mais por esporte”, comenta o organizador.

Pirapó salienta que um dos “taqueiros” que vieram de Santa Catarina é Marcos, conhecido no meio como Japa Palhoça. No dia 24 de novembro, Marcos venceu o Baianinho, que é um dos principais jogadores de Sinuca no momento, num torneio disputado em Maringá. No Bar do Carlinhos, ele acabou perdendo para o Cabecinha. “Um excelente jogo, um dos melhores da noite. O Cabecinha acabou vencendo por 2 x 0 o Marcos Palhoça, que já derrotou o poderoso Baianinho. Para você ver o nível do torneio. Considero esse como um dos torneios mais fortes de que já participei, tanto aqui quanto fora”, diz.

PUBLICIDADE

Receba notícias pelo WhatsApp, envie SIM por aqui

Comentários