Futebol / Esportes

29/10/13 - 02h47 - atualizada em 29/10/13 às 02h57

Projeto social do ex-jogador Paulo Rink é lançado em Rebouças

Iniciativa promovida em parceria com a prefeitura de Rebouças busca formar cidadãos
Fernanda Santos, com reportagem de Rodrigo Zub

O município de Rebouças está fazendo parte de um grande projeto para a educação no esporte de crianças e adolescentes. O objetivo da Academia Furacão Paulo Rink, ex-jogador do Atlético Paranaense, é dar oportunidade para que esses alunos se tornem bons cidadãos no futuro.

Ex-jogador Paulo Rink lançou projeto social em Rebouças
Em entrevista à equipe da Najuá, o ex-jogador que esteve em Rebouças oficialmente, para lançar o projeto na sexta-feira (18) e sábado (19), no estádio municipal, contou que cerca de 100 alunos serão beneficiados nesta primeira etapa de iniciação. “Na oportunidade, nós passamos a experiência e esperança para que essas crianças tenham um objetivo traçado. Com isso, queremos formar crianças mais educadas, longe das drogas e também fazer uma brincadeira coordenada e séria com profissionais envolvidos com o esporte”, afirma.

Momento do Atlético/PR

Jogador de sucesso na década de 1980 e 90, defendendo a camisa do Atlético Paranaense, Paulo Rink acredita que o Furacão está perto de conquistar uma vaga para a Copa Libertadores da América, em 2014. “O Atlético é uma equipe bem estruturada, agora. Tenho orgulho de fazer parte desse início com o time, em 1995, pois fui campeão brasileiro com minha equipe e subimos da segunda divisão. Hoje, é um time exemplar e está fazendo um bom campeonato. Espero que se mantenha assim”.

Carreira de sucesso dentro e fora dos gramados

Depois de atuar no Atlético Paranaense, Paulo foi o primeiro jogador brasileiro a atuar na seleção da Alemanha, pela sua descendência. Além disso, jogou em vários clubes do exterior e voltou para encerrar a carreira no Furacão, em que também foi Diretor de Futebol por cinco anos.

Hoje, Rink é vereador em Curitiba e presidente da Comissão na capital, pela Câmara de Vereadores, como embaixador da Copa do Mundo em 2014.

A iniciativa tem o apoio da prefeitura de Rebouças. Os treinamentos são gratuitos, pois o grupo possui ajuda de empresários e é um dos poucos do país a ter parceria com a empresa Penalty, de materiais esportivos, para dar suporte aos alunos. Além dessa primeira turma, Paulo visa aumentar ainda mais a demanda de atendimento em Rebouças.

Projeto acontece em todo o Paraná

A Academia Furacão Paulo Rink também está em outras cidades, como Cascavel, Toledo, Foz do Iguaçu e Curitiba, tendo como objetivo chegar a 40 escolas no interior do Estado. Segundo ele, também há um diálogo para que Irati tenha uma academia.

Para participar do projeto, o aluno deve ter entre sete e 15 anos, e não há restrições de condição social dos interessados. Caso, o atleta realmente tenha boa desenvoltura no esporte, terá a chance de ser encaminhado para o trabalho técnico e profissional, mais tarde.

“Com o projeto, nós tentamos disciplinar, encaminhar e tirar as crianças da ociosidade, que é o nosso principal objetivo do projeto: colocá-los no campo e praticar esporte, pois é saúde”.  Paulo Rink destaca que a academia conta com uma equipe de profissionais para desenvolver as atividades e, que qualquer criança que se interessar em ingressar nos treinos, deve procurar os professores no campo municipal de Rebouças para participar do projeto.

Comentários