Política e Eleição / Notícias

10/03/18 - 16h12 - atualizada em 10/03/18 às 16h23

Vereadores de Rio Azul apresentam pedidos de melhorias nas estradas rurais

Várias indicações solicitando patrolamento, cascalhamento e até alargamento de estradas foram apresentadas durante sessão do legislativo

Rodrigo Zub e Edilson Kernicki

Na terça-feira, dia 6, foi realizada mais uma sessão ordinária do legislativo rio-azulense. Na Ordem do Dia, quatro vereadores apresentaram indicações ao Executivo. Um dos pedidos feitos pelo vice-presidente da Casa, Leandro Jasinski, solicita o patrolamento da estrada de acesso à residência de Sigismundo Czpanski, na localidade de Palmeirinha. 

Na discussão do expediente, o vereador Jair Boni fez um comentário sobre o pedido de Jasinski. “Pensa numa família que sofre por causa da estrada. Passam vários prefeitos [e a situação permanece]. Não é uma crítica que estamos fazendo, mas se torna uma crítica porque aquela família sofre. A mulher tem problemas de saúde e, com chuva por lá, é complicado”, destaca.

O presidente da Câmara, Edson Klemba, observou que a mesma reivindicação já foi apresentada em outras oportunidades na Casa. “São vários pedidos e espero que a administração dê uma olhada e consiga fazer”, acrescenta.

Jasinski, por sua vez insistiu que os pedidos de melhorias são feitos para atender os anseios da população. “Cada vereador faz o pedido não para si, mas está pedindo pela população. O prefeito atendendo aos pedidos está atendendo à população, a pessoa que está sofrendo e está tendo dificuldade para sair ou chegar em casa. Já fazemos essa solicitação desde a gestão passada, muitos pedidos já foram feitos por outros vereadores; mas é mais um apoio para seja atendida esta família”, diz.

PUBLICIDADE

O vereador Sérgio Mazur aproveitou a ocasião em que estava sendo discutida a situação das estradas rurais para mencionar que foi cobrado por algumas pessoas sobre a situação da estrada que dá acesso ao seu pesque-pague. Nesse sentido, ele destacou que existem outros locais que necessitam de melhorias e precisam ser atendidos com prioridade em detrimento da propriedade de sua família.

“As famílias vêm sofrendo [com as estradas] e, neste final de semana, voltaram as atividades do pesque-pague Mazur Martins, e o vereador César [Martins dos Santos] estava lá e presenciou a situação. Inúmeras pessoas me cobrando: ‘senhor vereador, a estrada do senhor desse jeito’. Tem muitas pessoas que necessitam bem mais do que a gente. Fui muito cobrado pela população, mas entendo que tem lugares que precisam com mais urgência. Foi difícil, mas todo mundo foi para casa numa boa”, comenta.

Jasinski também protocolou um requerimento (18/2018), em que solicita ao prefeito Rodrigo Solda informações se há intenção de colocar um guardião ou zelador no Parque da Pedreira, pois o antigo funcionário foi tirado de lá, o que faz o parque ficar fechado ao público.

Sessões da Câmara de Rio Azul acontecem nas terças-feiras, às 19 h

Habitação e asfalto

Em requerimento conjunto (19/2018), Jair Boni e Sérgio Mazur solicitaram informações sobre o andamento do trâmite do projeto de construção de moradias voltadas a famílias com renda mensal de até três salários mínimos, do Programa Minha Casa Minha Vida, em área doada ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), conforme autorizado pela lei 900/2018. Da mesma forma, solicitam informações sobre o estágio do trâmite para a pavimentação asfáltica a ser executada com recursos oriundos de operação de crédito autorizada ainda em 2017.

Pedidos de providências

Leandro Jasinski apresentou sete solicitações diferentes, como a limpeza do rio Curtume, temendo que a vegetação alta e o assoreamento possam ocasionar enchentes ao longo de seu curso e prejudicar a população ribeirinha. Os demais pedidos envolvem o alargamento de uma estrada na Vila Nova, para permitir a passagem de veículos maiores; conserto de dois bueiros em Vila Nova e patrolamento e cascalhamento de estrada de acesso à propriedade de Mariano Kuas, ainda nessa localidade.

Em Palmeirinha, o pedido é para que o município providencie patrolamento da estrada de acesso à residência de Sigismundo Czpanski; no Rio Vinagre, pedido semelhante feito por Irene Mikoski Padilha. O último pedido apresentado pelo vereador, feito por Cleverson Borba, é de 12 viagens de terra para aterro de seu lote na Rua Jacob Burko, 292.

Zerico Nepomuceno também apresentou pedido de alargamento de via, patrolamento e cascalhamento de uma estrada rural em Taquari, para permitir a passagem de uma colheitadeira. O mesmo vereador solicitou serviços de terraplenagem a uma propriedade em Rio Azul de Cima e a abertura de uma fossa na propriedade de Júlio Antochechen. Em Porto Soares, a terraplenagem foi solicitada na propriedade de Gabriel de Brito, para a construção de um barracão e estufa de fumo.

André Dusanoski também apresentou pedidos variados de patrolamento e cascalhamento: em Água Quente dos Rosas, em Faxinal dos Elias, em Marumbi dos Ribeiros e em Faxinal dos Mouras. O vereador também solicita prioridade de patrolamento nas estradas que sirvam ao escoamento da produção de soja.

Jair Boni solicitou que a Prefeitura providencie sinalização adequada, com placas, para indicar a realização de obras, onde houver máquinas e caminhões trabalhando, a fim de garantir maior atenção dos motoristas e impedir a ocorrência de novos acidentes envolvendo operários ou motoristas e passageiros. No dia 3 de março, um motociclista morreu após colidir num caminhão de cascalho da prefeitura de Rio Azul. O acidente ocorreu na localidade de Água Quente dos Domingues.

Durante a sessão, o presidente da Casa fez considerações sobre as indicações apresentadas pelos vereadores, seja no Expediente ou mesmo durante a Tribuna Livre. Edson Paulo Klemba assegurou que encaminhará os pedidos de melhorias nas estradas rurais diretamente ao secretário de Obras, Nelson Kochinski. “Na política, sozinho você não é ninguém. É preciso ter parceria. Com parceria, você pode chegar em muitos lugares. Estamos sendo parceiros. Por isso que sempre falo aqui que seis vereadores podem fazer um estrago na vida de um prefeito. Não adianta subir na Palavra Livre e ser líder [do governo] ou não, mas o povo não ser atendido. Sempre tenho a visão de que estamos aqui para atender ao povo. Nós somos pagos para atender ao povo. Não adianta se exaltarem. Acho que se não mantivermos uma união aqui dentro, não vamos conseguir nada”, analisa Klemba.

Sobre a explanação da 1ª secretária Maria da Conceição Burko, que comentou sobre as dificuldades financeiras do hospital de Caridade São Franciscode Assis na Palavra Livre, Klemba assumiu o compromisso de agendar uma reunião com o prefeitoRodrigo Solda. “Me comprometo a marcar uma reunião com o prefeito, se todos quiserem, mas tem ir todo mundo lá e conversar com o prefeito, e colocar essa situação de que precisa de ajuda. Temos uma reunião nesta semana; mas vamos esperar e ir lá. Como ele precisa do nosso auxílio, nós também vamos pedir um auxílio ao hospital. Me comprometo a marcar essa reunião e exigir esse comprometimento com o hospital. É uma coisa que todos nós, juntos, temos que fazer. Um, sozinho, não adianta”, ressalta.

 Por fim, ele voltou a falar das estradas e relatou que a licitação para detonaçãode uma cascalheira foi concluída. “Tomara que esse serviço vá para frente, porque tem muita gente precisando, vários pedidos, como vemos aqui. É complicado ser o ‘parachoque’ do prefeito, sendo que toda vez somos questionados sobre o cascalho. Cadê o prefeito e cadê as máquinas para trabalhar?”, questiona.

 “Vamos esperar mais um pouco e ver se esse negócio funciona. Espero que funcione, porque não é para mim e acho que não é para nenhum dos senhores vereadores. É para o povo em geral, que está precisando urgente, pois 84% de nossa economia vem da zona rural. Se acabar a agricultura em Rio Azul, fecha as portas e vamos embora. Mas vamos ter fé e esperança de que o negócio mude e que sejamos atendidos”, afirma.


Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados