Política e Eleição / Notícias

08/10/18 - 23h52 - atualizada em 09/10/18 às 00h03

Reeleita, Leandre bate recorde de votação em Irati

Candidata do PV recebeu 15.309 votos somente em Irati, o que corresponde a 45,54% dos votos válidos

Da Redação, com reportagem de Paulo Henrique Sava e Rodrigo Zub  

Leandre Dal Ponte foi a candidata a deputada federal com mais votos em Irati na segunda eleição consecutiva

Reeleita, a deputada federal Leandre Dal Ponte (PV) bateu recorde de votação em Irati. A candidata obteve 15.309 votos, o que corresponde a 45,54% dos votos válidos. Ela foi a candidata mais votada na cidade pela segunda vez consecutiva. Em 2014, obteve 7.070 votos no município. Agora, ela superou a marca obtida pelo ex-deputado federal Eduardo Sciarra, candidato pelo DEM, em 2010, que conquistou 46,19% dos votos válidos, o que, na ocasião, somava 14.764 votos. 

A expressiva votação recebida pela candidata em Irati equivale a 12,35% dos 123.958 votos que ela recebeu em todo o Paraná. Em comparação, o candidato mais votado no Estado, o Sargento Fahur (PSD) recebeu 780 votos em Irati. O policial rodoviário estadual, que se tornou webcelebridade, foi eleito com 314.963 votos. Leandre foi a sexta candidata a deputada federal mais votada no Paraná. Na eleição passada, a candidata do PV foi eleita para o primeiro mandato na Câmara Federal com 81.181 votos.

PUBLICIDADE

“Quero falar da minha gratidão a cada iratiense e a cada pessoa da região da Amcespar, que nos honrou com uma votação tão expressiva. Não tenho palavras para demonstrar nossa gratidão e orgulho. Quero pedir a Deus que nos dê vida longa e muita saúde para que possamos trabalhar cada vez mais em defesa da nossa região. Eu, que assumi esse compromisso desde o início do meu mandato, já na outra eleição, em que tive a honra de ser a mais votada em Irati e, agora, fazendo uma votação histórica. Para mim, além de uma alegria, é uma responsabilidade ainda maior”, resumiu a deputada federal reeleita que concedeu entrevista para a Rádio Najuá (confira o áudio completo no fim do texto).

Leandre avaliou, sobre sua reeleição e a maciça votação obtida em Irati, que a cidade deu provas de que “é possível fazer uma política diferente e séria”. “Uma campanha linda, limpa e feita com verdade. Eu sempre disse que não estou na política porque preciso de emprego, eu estou na política porque eu tenho uma causa, que vai continuar comigo, independente de eu estar num mandato ou não”, definiu.

PUBLICIDADE

A parlamentar deve manter a área da saúde como seu foco de prioridade. Conforme Leandre, o objetivo é buscar apoio junto ao governador eleito, Ratinho Júnior (PSD), para fortalecer o setor da saúde na região da Amcespar e criar uma nova macrorregião para melhorar, inclusive, a atenção básica nos municípios e atender melhor a média complexidade.

“Temos também uma grande missão em gerar desenvolvimento, gerar empregos para que possamos criar oportunidades para as pessoas que vivem na nossa região não precisarem sair de Irati ou de outra cidade da Amcespar para buscar uma oportunidade fora. Nosso foco será, em especial, a área social, a área da saúde, a questão das crianças e idosos que, a meu ver, são dois públicos que merecem muita atenção”, disse.

Erasto Gaertner

Uma das articuladoras para viabilizar em Irati a vinda de uma Unidade Avançada do Hospital Erasto Gaertner, que inicia campanha para construir uma sede própria, a deputada reeleita falou sobre como poderá contribuir. “Muitas das coisas que acontecem hoje são decisões políticas. Tive o papel, em especial, de convencimento do próprio hospital sobre a importância que tinha de fazer essa Unidade Avançada em Irati. Depois, fomos construindo uma união para que as pessoas pudessem participar, a sociedade e o sonho de todo mundo se tornou uma realidade. Tínhamos a certeza de que se tornaria pequeno o espaço. Hoje, sabemos que mais de 70% das pessoas que precisavam ir a Curitiba já são atendidas em Irati. E o mais importante: é muito rápido, a partir do momento que tem a confirmação, o início do tratamento”, pontuou.

Leandre reafirmou seu compromisso em trabalhar junto ao Governo do Estado, ao Governo Federal, à direção do Hospital Erasto Gaertner, à Rede Feminina de Combate ao Câncer e à Associação do Núcleo de Apoio Ao Portador de Câncer de Irati (ANAPCI), em prol da construção do hospital em Irati. “É um caminho longo até a construção do hospital, pois não é uma coisa pequena, é uma obra extremamente grande, mas estamos juntos e engajados por mais quatro anos, para lutar para que esse sonho maior se torne uma realidade”, afirmou.

PUBLICIDADE

Cenário pós-eleições

A deputada disse não ter ficado surpresa com a eleição de Ratinho Júnior para o Governo do Estado já no 1º turno. O PV, do qual ela faz parte, integrou a coligação do filho do apresentador Carlos Massa, juntamente com PSD, PSC, PRB, PR, PPS, PHS, Podemos e Avante. “[A eleição] para o governo não foi nenhuma surpresa. Já anunciávamos, na época das convenções, que o Ratinho ganharia no 1º turno, porque andamos pelo Paraná, conversamos com as pessoas, conhecemos o plano de governo que ele fez e era o melhor do Estado”, comentou.

Leandre disse também não ter ficado surpresa com a eleição de Oriovisto Guimarães (Podemos) ao Senado. Em sua primeira candidatura, o professor e empresário, eleito com quase 3 milhões de votos (2.957.239), desbancou o veterano Roberto Requião (MDB), que não se reelegeu, apesar dos 1.528.291 votos.

“A grande surpresa que tivemos foi a renovação na Câmara dos Deputados.Também tivemos uma surpresa muito grande, no que diz respeito à nossa votação, por ficar entre as primeiras do Estado. O que, para mim, é um grande orgulho, mas também uma responsabilidade tamanha. As pessoas começaram a enxergar o trabalho que é feito ao longo do mandato. O eleitor teve um olhar muito atento para quem fez um trabalho focado. Entre os reeleitos, teve mais votos quem fez um trabalho sério, quem respeitou o eleitor, quem teve dignidade, sem pisar em ninguém e teve humildade dentro do Congresso. A votação que tivemos foi reflexo de tudo isso”, analisou.

Quanto ao segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), a deputada eleita disse que está observando a articulação dos partidos em torno de apoios. “De uma coisa, você pode ter certeza: eu estarei na Câmara dos Deputados para defender o País e a nação brasileira, independente da posição que o Partido Verde tomar, eu tenho a minha posição e sempre foi assim. Graças aos votos honrados, mais uma vez, às pessoas que nos deram um voto de esperança, vamos poder, mais uma vez, fazer um mandato independente, sem nenhum tipo de pressão partidária”, concluiu.

Quer receber notícias locais? Envie whats para 42 991135618 SIM NOTICIAS ou cadastre seu e-mail na newsletter pelo site da Najuá

Ouça a entrevista completa com a deputada reeleita Leandre Dal Ponte

Comentários

Enquete

Considerando o ponto de vista da segurança pública, você concorda ou discorda da liberação da maconha?

  • Discordo
  • Concordo
Resultados