Irati e Região / Notícias

17/01/13 - 10h25 - atualizada em 17/01/13 às 10h47

Secretário de Saúde indica que Samu será implantado, mas não estipula data

Leandro Ditzel diz que é necessário estudar a questão orçamentária, pois o município gastaria em torno de R$ 23 mil mensais
Sassá Oliveira


O telefone toca e uma equipe composta por médicos, enfermeiros e motorista está sempre preparada para atender as mais diversas situações no menor tempo possível. Este é o trabalho de profissionais que dedicam boa parte do seu tempo para salvar vidas. Criado pelo governo Federal em 2003 com o objetivo de estruturar e organizar a rede de socorro no país, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) funciona 24 horas. O programa prevê o financiamento do governo federal (50%) e contrapartidas do estado (25%) e do município (25%).
Ilustração

No entanto, mesmo que a União conceda as ambulâncias e os recursos mensais, o município precisa contratar médicos, enfermeiros e montar uma Central de Atendimento, o que na prática aumenta o valor da contrapartida.

Para viabilizar a proposta, hoje são criadas as centrais onde os municípios de consorciam para dividir os custos, diminuindo consideravelmente o investimento de cada um.

Desde o ano passado cogita-se a possibilidade de implantação do SAMU em nossa região. A sede deverá ser em Ponta Grossa e para atender aos municípios da região Centro-Sul seriam destinadas quatro ambulâncias convencionais e uma UTI Móvel que ficariam sediadas em quatro cidades:

•    Rio Azul, que atenderia também Mallet e Rebouças;
•    Imbituva, abrangendo Guamiranga;
•    Irati, que prestaria atendimento também a Fernandes Pinheiro e Teixeira Soares;
•    Inácio Martins

 Porém, para que os municípios possam custear o rateio das despesas é necessário que se crie uma lei que autorize o repasse de dinheiro ao Consórcio Intermunicipal de saúde (CIS) dos Campos Gerais.

As cidades de Teixeira Soares e Rio Azul saíram na frente e já aprovaram em 2012, a lei que autoriza o repasse ao CIS de Ponta Grossa. No entanto, para que o SAMU seja implantado na região os municípios dependem da adesão de Irati, pois o município seria um ponto chave, pela localização e também porque irá receber duas ambulâncias, sendo uma convencional e uma equipada com UTI móvel.

Nossa reportagem conversou, nesta terça-feira (15), com o secretário municipal de saúde Leandro Ditzel para saber o posicionamento da atual administração sobre a implantação do SAMU em nossa região.

Ditzel relatou que o interesse existe, e que a possibilidade do sistema ser implantado em Irati é grande, porém, é necessário estudar a questão orçamentária, pois o município gastaria em torno de R$ 23 mil mensais.

Quando perguntado sobre a previsão de um prazo para que a lei seja criada, possibilitando o repasse de recursos para o CIS de Ponta Grossa, o secretário preferiu não estabelecer data. Ele apenas garantiu que o SAMU será implantado em Irati e resumiu dizendo que o prefeito Odilon já sinalizou que Irati contará com o sistema em breve.

Comentários

Enquete

Em relação aos candidatos à presidência da república, você está?

  • Confuso (a)
  • Definido (a)
  • Indeciso (a)
Resultados