Irati e Região / Notícias

26/05/18 - 10h57 - atualizada em 26/05/18 às 11h04

Greve dos caminhoneiros afeta abastecimento em supermercados de Irati

Setores de carnes, hortifrutigranjeiros e laticínios sofrem com a falta de produtos

Paulo Henrique Sava

Falta de produtos começa a preocupar donos de supermercados de Irati

A greve dos caminhoneiros já está afetando o abastecimento de produtos nos supermercados de Irati. Os setores mais afetados são os de carne, frutas, verduras e laticínios, nos quais já é possível verificar a falta da maioria dos produtos.

O empresário Paulo Ivasko relata que desde segunda-feira, nenhum caminhão de carnes entregou produtos na cidade. “Em outros produtos, nos congelados frios e perecíveis, nós estamos sentindo dificuldades porque não está chegando nenhum caminhão, o que acaba comprometendo o abastecimento. O supermercado é um comércio essencial porque lida com comida, e isto acaba atrapalhando um pouco a situação de a gente poder trazer alimentos para os nossos consumidores”, apontou. 

Em média, os supermercados de Irati recebem cerca de 50 caminhões de entrega por dia. “Desde segunda-feira, estamos sem receber nenhum caminhão com descarga. Por aí, já dá pra ver o tamanho do problema que acaba causando”, comentou Ivasko. 

PUBLICIDADE

O empresário ressalta que, após o encerramento da greve, os estabelecimentos levarão pelo menos 10 dias para normalizar os estoques. “São vários os setores, inclusive falando da linha seca, que são os produtos de mercearia, que normalmente vêm de longe. Até as empresas entrarem novamente no ciclo das entregas e chegar até aqui, isto pode demorar um pouco”, afirmou. 

Normalmente, os estabelecimentos adquirem as mercadorias uma semana antes do recebimento, por este motivo, alguns produtos não chegaram a ser entregues. Porém, Ivasko destaca que o consumidor pode substituir algumas marcas de produtos faltantes por outras, especialmente nos setores de higiene e limpeza.  

No setor de combustíveis, a maioria dos postos ainda tem óleo diesel, porém gasolina e etanol já não são mais encontrados nos postos. Em relação ao gás de cozinha, a maioria das distribuidoras já não dispõem do produto para comercialização. 

PUBLICIDADE

Sobre os boatos de aumento abusivo de preços, Ivasko esclarece que as informações são falsas e que as pessoas que estão compartilhando precisam ter consciência de que estão cometendo um crime. Ele relata que os postos de combustíveis e a revenda de gás de cozinha pertencentes ao grupo terminaram de vender seus estoques de gasolina, etanol e GLP pelo preço normal de tabela. “Nós estamos há três dias sem mercadoria e vendemos tudo no preço que estava. No supermercado não é diferente: o que precisa sempre, antes de a gente falar qualquer coisa, isto seja de um comércio ou da vida particular de alguém, é ter certeza das coisas. O que não pode é falar de coisas que você não sabe ou não tem como provar. Infelizmente, esta indelicadeza existe na nossa sociedade, e talvez por isto sejamos condenados em não saber eleger pessoas que realmente possam fazer alguma coisa por nós. Se não pensarmos nas atitudes que iremos tomar, não estamos pensando no que queremos para o nosso futuro”, finalizou. 

O empresário já está tomando as medidas judiciais em relação às pessoas que estão divulgando estas informações. 

Fotos: Paulo Henrique Sava

PUBLICIDADE

Manifestações na região 

As manifestações de caminhoneiros seguem pelas estradas federais e estaduais de toda a região. Em Irati, os caminhoneiros seguem concentrados no trecho urbano da BR 153, na Alameda Virgílio Moreira, na entrada da cidade, e nas proximidades do trevo de acesso ao Riozinho. Em Prudentópolis, os caminhoneiros está concentrados no km 264 da BR 373. Na mesma rodovia, estão ocorrendo protestos em Guamiranga e Ipiranga. 

Na BR 277, os manifestantes estão reunidos na altura do km 340, em Guarapuava. Em São Mateus do Sul, o manifesto está acontecendo na BR 476. Na mesma rodovia, está sendo realizada uma manifestação em Paula Freitas. Também estão sendo registrados movimentos em União da Vitória, Mallet, Rio Azul, General Carneiro, Rebouças e Palmeira.


Comentários

Enquete

Feriado N. S. Graças 27 de novembro em Irati

  • Não concordo
  • Concordo
Resultados