Irati e Região / Notícias

11/04/18 - 15h53 - atualizada em 11/04/18 às 22h33

Erasto Gaertner oferece exames gratuitos para pacientes de câncer de Irati

Exames de colonoscopia e endoscopia serão oferecidos através do programa “Erasto mais perto de você”

Paulo Henrique Sava

Equipe do Hospital Erasto Gaertner de Irati. Instituição passou a oferecer exames de endoscopia e colonoscopia gratuitamente para pacientes com casos confirmados ou com suspeita de câncer

O Hospital Erasto Gaertner lançou recentemente o programa “Erasto mais perto de você”. Através dele, serão oferecidos exames de endoscopia e colonoscopia gratuitamente para pacientes de câncer de Irati e região.

O programa foi lançado há dois anos e chegou recentemente à fase de oferecimento dos exames. “Nós temos um projeto de renúncia fiscal, um valor captado através da renúncia de parte do imposto fiscal destinado neste projeto, que oferta exames de endoscopia e colonoscopia. É mais uma facilidade que o Erasto vai levar a toda a população de Irati e demais municípios da 4ª Regional, é um trabalho nosso junto à 4ª Regional tentar tirar estes pacientes da fila, que estão aguardando estes exames, que infelizmente são de difícil acesso, que geram muito déficit para a instituição que executa ele,” explica o superintendente do Erasto, Adriano Lago

PUBLICIDADE

Estes exames serão realizados para investigação e identificação ou não de possíveis casos de câncer. O trabalho será gerenciado pelo Erasto e pela 4ª Regional. Conforme o superintendente, entre 1600 e 1700 pacientes da região estão na fila de espera pelos exames de endoscopia e colonoscopia. “A gente vai fazer um ‘review’ (revisão) em todos estes pacientes, e a ideia é que possamos ir convocando eles de acordo com o tempo em que estão em fila e a necessidade do exame. A própria 4ª Regional vai criar esta agenda, pois (os exames) serão feitos aqui em Curitiba, pois não temos esta estrutura em Irati. Nós temos um departamento específico de endoscopia e colonoscopia, com médico, anestesista, equipamentos, é um departamento que, só de estrutura, tem R$ 6 milhões”, frisou. 

O superintendente comenta que toda a programação de deslocamento dos pacientes, que não terão nenhum custo de transporte, será providenciada pela 4ª Regional. “No momento do agendamento, temos toda uma orientação que é repassada aos pacientes ou familiares que os acompanhem, e isto vai ser feito em Irati pela 4ª Regional. Neste momento, temos as ofertas dos exames e iremos olhar especificamente para a fila, o que é muito importante. O grande objetivo, neste momento, é que possamos tirar a angústia daquelas pessoas que estão aguardando em fila já há algum tempo para a realização destes exames”, pontuou. 

Ocusteio do transporte dos pacientes até Curitiba ficará por conta de cada município. A equipe do Erasto deverá trabalhar por alguns meses para tentar reduzir a fila destes exames. “Infelizmente não vai ser na primeira abertura de agenda que iremos resolver toda a fila. Vamos fazer uma programação de exames diários, e pretendemos que, daqui a 5 ou 7 meses, trabalhemos e abordemos toda a fila, sempre colocando o critério médico à frente, como a urgência e a necessidade do exame, o perfil clínico e a investigação do paciente”, afirmou. 

A agenda já está aberta e disponível na 4ª Regional e os pacientes a procurarem a 4ª Regional para saberem em qual posição estão na fila, se eles podem ser chamados e terem a certificação de que estão na fila. “A nossa unidade de Irati está orientada sobre isto e também pode ajudar. A outra relação é aguardar ser convocado com a confirmação da data para que (o paciente) compareça e venha realizar o exame”, destacou. 

PUBLICIDADE

Caso o paciente venha a ter a sua situação de saúde agravada, os exames podem ser antecipados. No entanto, a pessoa deve procurar primeiro a estrutura de saúde do seu município. “Por exemplo, os pacientes que são de Irati e têm acesso à Unidade Básica, aos hospitais credenciados do SUS, se eles têm uma intercorrência e passam por uma consulta, utilizam esta estrutura. Não pode ser a estrutura do Erasto porque ele ainda não está diagnosticado com câncer, então tem que ser (a estrutura) da rede da 4ª Regional, e aí, de acordo com o critério médico, todos os médicos estarão orientados sobre as maneiras de adiantar ou pedir urgência nestes exames, e a 4ª Regional administra esta agenda para encaminhar o paciente para a instituição aqui em Curitiba”, comentou Lago. 

Outro ponto importante destacado pelo superintendente é que, se não for confirmado câncer, o paciente volta para a 4ª Regional e é atendido dentro da estrutura do município de origem. “Por outro lado, se for diagnosticado o câncer, ele já está dentro da instituição do Erasto e segue a indicação médica que cada paciente terá através das equipes médicas”, frisou. 

“Gostaríamos que diminuíssem os diagnósticos de câncer, mas esta não é a realidade: temos uma taxa de crescimento da doença de cerca de 10% ao ano. Aqueles pacientes que tiverem o diagnóstico confirmado não precisam procurar outra instituição e nem de encaminhamento, pois já estão dentro da instituição e seguirão com o tratamento”, finalizou. 

">

Comentários

Enquete

Considerando o ponto de vista da segurança pública, você concorda ou discorda da liberação da maconha?

  • Discordo
  • Concordo
Resultados